Coquetel HIV: Onde comprar

Os valores das medicações irão variar de acordo com a quantidade de capsulas, miligramas, etc. Mas são muito caros os coquetéis antirretrovirais, e dependendo da combinação da qual o paciente precise, por exemplo: TENOFOVIR + KALETRA + ABACAVIR + LAMIVUDINA, tem o preço em torno de R$ 2.000.00 mensais para cada paciente, fora do alcance da maior parte da população infectada.

Coquetel HIV Comprar

 

Porém, os portadores de HIV, cotidianamente tem que tomar outros medicamentos, para melhorar a imunidade, infecções que são constantes e comuns, e outros problemas que a doença causa ao organismo, como vômitos, náuseas, diarreias, dores de cabeça e no corpo, entre outros inúmeros.

Coquetel para HIV no SUS – Tratamento Gratuito

No Brasil, o SUS (Sistema Único de Saúde) distribui gratuitamente o coquetel para o HIV e outros medicamentos auxiliares também. Para se ter acesso a esses medicamentos é preciso pegar uma receita com o infectologista, e não importa se é particular ou de um centro de referência de DST, Aids e Hepatites.

Cadastro para receber coquetel HIV

O paciente deve se cadastrar e buscar seus remédios mensalmente e não é obrigatório participar de nenhum grupo de apoio para ter acesso aos remédios. O Brasil foi o primeiro país a distribuir gratuitamente os antirretrovirais. Os planos de saúde não cobrem estes medicamentos.

Depois da indicação do médico e com a receita em mãos, o soropositivo deve retirar os remédios em uma Unidade Dispensadora de Medicamentos (UDM). Geralmente, essa distribuição é feita nos próprios Serviços de Assistência Especializada (SAE), onde ocorrem as consultas. A equipe de atendimento sabe informar a localização da UDM mais próxima.

Clique aqui e saiba mais

Onde comprar ou retirar os coquetéis para HIV

Depois da indicação do médico e com a receita em mãos, o soropositivo deve retirar os remédios em uma Unidade Dispensadora de Medicamentos (UDM). O paciente não pode pegar os medicamentos, sem ser orientado sobre:

  • Nome genérico, forma farmacêutica (comprimido, cápsula, solução injetável, solução oral, suspensão), características físicas que diferenciam os remédios (cor, formato, tamanho)
  • Função de cada substância
  • Forma de transporte e conservação
  • Uso adequado
  • Quantidade de medicamentos e quanto tempo irão durar
  • Possíveis efeitos colaterais
  • Outros cuidados necessários

O governo brasileiro investe em parcerias como Programa Saúde da Família e na estratégia DOT (tratamento diretamente supervisionado, sigla em inglês), esse é o maior desafio nas unidades de saúde: Capacitar e sensibilizar profissionais de saúde para que façam o acompanhamento direto aos pacientes com o monitoramento da adesão ao tratamento, que atualmente registram um significado índice de abandono.

Além dos coquetéis para HIV gratuitos, ainda há o acompanhamento com psicólogos e assistentes sócias para auxiliar na adesão ao tratamento.

Medicamentos Antirretrovirais

Atualmente, existem 21 medicamentos divididos em cinco tipos.

Classes de medicamentos antirretrovirais
Inibidores Nucleosídeos da Transcriptase Reversa – atuam na enzima transcriptase reversa, incorporando-se à cadeia de DNA que o vírus cria. Tornam essa cadeia defeituosa, impedindo que o vírus se reproduza.
São eles: Abacavir, Didanosina, Estavudina, Lamivudina, Tenofovir, Zidovudina e a combinação Lamivudina/Zidovudina.Inibidores Não Nucleosídeos da Transcriptase Reversa – bloqueiam diretamente a ação da enzima e a multiplicação do vírus.
São eles: Efavirenz, Nevirapina e Etravirina.Inibidores de Protease – atuam na enzima protease, bloqueando sua ação e impedindo a produção de novas cópias de células infectadas com HIV.
São eles: Atazanavir, Darunavir, Fosamprenavir, Indinavir, Lopinavir/r, Nelfinavir, Ritonavir, Saquinavir e Tipranavir.Inibidores de fusão – impedem a entrada do vírus na célula e, por isso, ele não pode se reproduzir.
É a Enfuvirtida.Inibidores da Integrase – bloqueiam a atividade da enzima integrase, responsável pela inserção do DNA do HIV ao DNA humano (código genético da célula). Assim, inibe a replicação do vírus e sua capacidade de infectar novas células.
É o Raltegravir.

 

Deixe um comentário!